NEGO MIRANDA

fotografia

Silêncio a Sombra dos Pinheirais

É um projeto de livro e exposição fotográfica cujo objetivo é fazer uma abordagem da arte e instalações funerárias em diversos cemitérios rurais do Paraná de influência cultural polonesa, ucraniana, italiana e alemã – instituições culturais e religiosas do Estado.

Com fotos de Nego Miranda e texto de José Carlos Fernandes, serão feitas leituras de imagens que representam o sofrimento ocasionado pela perda do ente querido. Trata-se de uma leitura que atesta um caráter multidisciplinar de um tipo de pesquisa, embasada nos postulados da história da arte e etnográfico da antropologia da emoção.

De cada sítio funerário procuraremos registrar os túmulos considerados peculiares, representativos do seu entorno e/ou que expressem claramente os valores desse tipo de produto quanto ao apuro artesanal e artístico.

Serão selecionadas a estatuária sagrada, a estatuária profana, ornamentos expressivos, cruzes, coroas de flores, urnas, capelas e túmulos que desenham um verdadeiro sistema iconográfico de cunho religioso e emocional, reforçando o sentimento de perda e dor – tanto a iconografia folclórica como a erudita, ambas dotadas de valores artístico, simbólico e religioso.

Os cemitérios a serem retratados, normalmente próximos a igrejas rurais, possuem características religiosas, estruturais e funcionais diversas, mas que se identificam no confronto dialético de duas realidades conceituais de vida: o “mundo dos vivos” e o “mundo dos mortos”. Ambos com seus limites, seu loteamento a céu aberto, suas quadras, ruas, avenidas e praças. Nessa analogia com o “mundo dos vivos”, pode-se dizer de um cemitério que se trata de um espaço especial, e é com este olhar que lá iremos passear.

Com licença de Omolu.

Nego Miranda